© 2020 Dr. Marco Aurélio Guidugli - CRM-SP 115.842 - RQE 39.781

Buscar
  • Dr Marco Aurélio Guidugli

Mitos e verdades sobre as próteses mamárias

O procedimento é um dos mais procurados pelas mulheres nos consultórios e ainda é cercado de muitas histórias e preocupações por parte das pacientes



A colocação de prótese de silicone nos seios é um dos procedimentos mais procurados pelas mulheres com vistas a resgatar a autoestima, principalmente após um cenário de pós amamentação na gravidez ou após uma grande perda de peso , fatores que muitas vezes causam flacidez nas glândulas mamárias.

Uma preocupação recorrente das mulheres que procuram o consultório revela o temor da perda de sensibilidade nos seios. Nesse caso vale dizer que ela ocorre sim nos primeiros meses pós cirurgia, mas passados seis meses a sensibilidade no local na maioria das pacientes volta aos padrões normais.

Outra dúvida das pacientes se refere ao local exato onde colocar os implantes nos seios, se acima ou abaixo do músculo. A colocação da prótese acima do músculo é indicada para mulheres com tecido mamário suficiente para cobrir e suavizar o contorno dos implantes ou que tenham um pouco de flacidez. Já a colocação da prótese abaixo do músculo é recomendada para um perfil de mulher como pouco volume de mama.⠀

Outro tema que fica entre o mito e verdade se refere à amamentação após a colocação dos implantes? Uma lenda urbana diz que uma pessoa que recebe um implante de silicone nos seios deve retirá-los para amamentar o filho. Aqui uma mensagem tranquilizadora: a colocação da prótese de silicone não afeta o funcionamento das glândulas mamárias e, portanto, a paciente pode e deve amamentar normalmente. No entanto, caso a cirurgia seja associada com o lifting de mamas, aí sim o aleitamento poderá ser afetado, pois a cirurgia eventualmente remove parte das glândulas mamárias, para poder remodelar o formato dos seios. ⠀

O câncer de mama é outra preocupação justificada e constante das pacientes. A prótese atrapalha o diagnóstico? Felizmente não, muito pelo contrário. O implante de silicone é colocado sempre abaixo das glândulas mamárias, o que, inclusive, acaba facilitando a percepção de nódulos no exame de toque. A prótese também não atrapalha o diagnóstico por meio da mamografia, ultrassom e outros exames. ⠀

Mas qual é o momento em que as próteses de mama devem ser substituídas? O corpo emite algum sinal de que há algo errado? Vamos lá. Uma paciente que possui implante de mama precisa estar sempre atenta ao aparecimento de dor, endurecimento, alteração de volume, formigamento, inflamação das glândulas mamárias e diante de qualquer desconforto. Esses sintomas podem indicar a necessidade de substituição das próteses e o seu cirurgião plástico deve ser avisado imediatamente.

Vale destacar: apesar de a tecnologia e a segurança terem evoluído bastante, é necessário realizar a troca nos seguintes casos: prótese com defeito de fabricação; prótese rompida ou que sofreu deslocamento; dor, contratura capsular (endurecimento das mamas ao redor das próteses) ou deformidade no implante.

13 visualizações