Prótese de mama deixa cicatrizes?

A cirurgia para colocação de implante de silicone nos seios (mamoplastia de aumento) é uma das mais procuradas pelas mulheres em todas as fases da vida, tanto na adolescência como na vida adulta e após a menopausa.

Certamente, é uma cirurgia que traz rapidamente mudanças positivas e muitas vezes melhora da autoestima.

Muitas pacientes acreditam que a colocação da prótese mamária não deixa cicatrizes, porém, como todo ato cirúrgico a colocação de próteses de silicone necessita de incisão cirúrgica e nesse artigo vamos esclarecer esse mito.

Cuidados gerais

Por mais que o implante de silicone seja seguro, é preciso tomar alguns cuidados em casa, nos primeiros dias após a recuperação. Ao dormir, por exemplo, prefira colocar dois travesseiros nas costas para elevar o tronco. Durma com a barriga para cima e com os braços ao longo do corpo. Existem também almofadas grandes no formato de triângulo que podem ser colocadas nas costas para trazer mais conforto.

Por conta da cicatrização, as atividades físicas também precisam ser restringidas, assim como o movimento de erguer os braços. O tempo varia de acordo com a técnica empregada. Por exemplo, em alguns casos utilizamos a cola biológica na cicatriz ao invés de apenas os pontos cirúrgicos e isso facilita a fechada da ferida e higienização já no dia seguinte da cirurgia.

De modo geral, evite levantar os braços acima da altura dos ombros por pelo menos 15 dias. Caminhadas leves sem causar muito esforço podem ser feitas usualmente após sete dias. A maioria dos médicos permite a volta aos exercícios monitorados ao redor de 30 dias.

Na alimentação, de maneira geral, opta-se por comidas com pouco sal para não aumentar o inchaço. Dependendo da anestesia e da recuperação da cirurgia, uma comida mais leve pode ser mais indicada no primeiro dia (frutas, sopa, gelatina, bolachas, chá). Geralmente no segundo dia de cirurgia pode-se comer praticamente tudo, desde que a paciente não se sinta nauseada. Uma boa dica é evitar alimentos que produzem gazes (como feijão, couve-flor e refrigerantes), para não causar desconforto.

Como é a cicatriz da cirurgia para a colocação do implante de silicone?

A cicatriz da cirurgia para a colocação da prótese da mama pode ser: periareolar (ao redor da aréola), transaxilar (axilas) e inframamária (abaixo dos seios).

A opção por determinada incisão na mamoplastia de aumento depende do tipo de implante, o volume desejado, as particularidades anatômicas e a preferência do cirurgião em conjunto com a paciente.


As cicatrizes serão permanentes, e vão se modificando com o decorrer do tempo. Cada paciente comporta-se diferentemente de outra, em relação à evolução das cicatrizes, podendo, mesmo, em alguns casos, tornar-se imperceptível.

Certas pacientes podem apresentar tendência à cicatrização inestética (cicatriz hipertrófica e quelóide). Este fato deverá ser discutido, durante a consulta inicial, bem como suas características familiares.

Vários recursos clínicos e cirúrgicos nos permitem melhorar tais cicatrizes inestéticas, na época adequada. A cicatriz hipertrófica ou quelóide, não devem ser confundidas, entretanto, com a evolução natural do período mediato da cicatrização.


Qualquer dúvida a respeito da sua evolução cicatricial deverá ser esclarecida com o seu cirurgião, durante seus retornos pós-operatórios, quando se pode fazer a avaliação da fase em que se encontra.

As mamas terão seu volume aumentado através da cirurgia, melhorando sua consistência e forma com a intervenção cirúrgica. Assim é que, neste caso, pode-se escolher o novo volume, pois se dispõe de vários tamanhos de próteses de silicone a serem introduzidas.

Deverá existir uma harmonia entre o volume das mamas e o tamanho do tórax, característica esta que deve ser preservada no planejamento da cirurgia.


Deverão ser mantidas as proporções entre o volume da nova mama e o tamanho do tórax de cada paciente, a fim de se obter uma maior harmonia estética. A mama operada passará por vários períodos evolutivos em função do processo cicatricial.

PERÍODO IMEDIATO: Vai até o 30º dia. Neste Período, apesar das mamas se apresentarem com aspecto melhorado, sua forma e volume ainda estão aquém do resultado planejado.


PERÍODO MEDIATO: Vai do 30º dia até o 3º mês - Neste período, a mama começa a apresentar uma evolução que tende à forma definitiva. Ainda existe, neste período, um certo grau de “inchaço” das mamas; além disso, o aspecto cicatricial encontra-se em plena fase de transição.

PERÍODO TARDIO: Vai do 3º até o 18º mês. É o período em que a mama atinge seu aspecto definitivo (cicatriz, forma, consistência, volume, sensibilidade, etc.).

Apesar do resultado imediato ser muito bom, somente na fase mencionada como "período tardio" é que as mamas atingirão sua forma definitiva.

Vale ressaltar, que antes de programar qualquer cirurgia estética, o mais indicado é que você procure um cirurgião plástico da sua confiança, para que ele avalie o seu caso e recomende o melhor procedimento de acordo com as suas necessidades.



Autor: Dr. Marco Aurélio Guidugli - Médico com mais de 15 anos de Experiência formado pela Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP, Mestrado na Universidade de São Paulo -USP e mais de 11.000 cirurgias realizadas. Cirurgião Plástico Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Especialista em Cosmiatria, Cirurgias Plásticas Faciais e de Contorno Corporal.



15 visualizações

© 2020 Dr. Marco Aurélio Guidugli - CRM-SP 115.842 - RQE 39.781