PRÓTESE DE MAMA

A inclusão de próteses mamárias tem por finalidade aumentar o volume de mamas naturalmente pequenas ou que perderam volume após a amamentação. O volume mamário a ser implantado deve ser discutido com seu médico, objetivando-se uma harmonia entre o tamanho das mamas e o tórax.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



ONDE SE LOCALIZAM AS CICATRIZES?
Geralmente no pólo inferior da mama, no sulco formado entre a mama e o tórax, na área da aréola e, às vezes na axila.

OUVI DIZER QUE ALGUMAS PACIENTES FICAM COM CICATRIZES MUITO VISÍVEIS.
As cicatrizes serão permanentes, e vão se modificando com o decorrer do tempo. Cada paciente comporta-se diferentemente de outra, em relação à evolução das cicatrizes, podendo, mesmo, em alguns casos, tornar-se imperceptível.
Certas pacientes podem apresentar tendência à cicatrização inestética (cicatriz hipertrófica e quelóide). Este fato deverá ser discutido, durante a consulta inicial, bem como suas características familiares.
Vários recursos clínicos e cirúrgicos nos permitem melhorar tais cicatrizes inestéticas, na época adequada. A cicatriz hipertrófica ou quelóide, não devem ser confundidas, entretanto, com a evolução natural do período mediato da cicatrização. Qualquer dúvida a respeito da sua evolução cicatricial deverá ser esclarecida durante seus retornos pós-operatórios, quando se pode fazer a avaliação da fase em que se encontra.

COMO É A CIRURGIA DE AUMENTO DE SEIOS?

Apesar do desejo frequente de realizar o procedimento, muitas pacientes ficam inseguras sobre como é a cirurgia

de aumento dos seios. Inicialmente, é essencial que os procedimentos pré-operatórios, durante a cirurgia e pós-operatórios

sejam conversados com o cirurgião plástico responsável.

Ainda assim, o implante de silicone é geralmente dividido em cinco etapas. Confira quais são elas a seguir:

 

1- Anestesia

Para maior conforto da paciente são administrados medicamentos, podendo ser a anestesia geral ou local com

sedação. A recomendação será realizada pelo cirurgião plástico e pelo médico anestesista, considerando as particularidades do caso, como procedimentos associados, tempo de cirurgia e outras.

2- Incisão

O cirurgião faz a incisão, que pode ser periareolar (aréola), transaxilar (axilas) e inframamária (abaixo dos seios). A

opção por determinada incisão na mamoplastia de aumento depende do tipo de implante, o volume desejado, as particularidades anatômicas e a preferência do cirurgião em conjunto com a paciente.

3 - Escolha dos implantes

Apesar dessa etapa ser realizada na fase de planejamento da cirurgia, ela pode ser influenciada pelo andamento

do procedimento. O implante de silicone possui diferentes tipos, volumes e formatos de prótese, sendo que a escolha deve ser realizada pelo cirurgião plástico e paciente conjuntamente.

O tamanho do implante de silicone, por exemplo, não deve considerar apenas o desejo da paciente, mas também

as características anatômicas, tipo físico e elasticidade da pele. Atualmente, o implante de silicone também pode ser compostos por diferentes substâncias como em gel, silicone ou salinas. Também há diversidade no tipo de prótese de silicone que pode ser arredondada ou em formato de gota. A projeção também pode ser escolhida pela paciente, podendo ser alta, média ou baixa, influenciando ainda a naturalidade do resultado final.

4 - Inserção do implante de silicone

Depois de realizada a incisão e feita a escolha do tipo de prótese é realizada a inserção do implante de silicone,

podendo ser realizada de duas formas: sob o músculo peitoral (colocação submuscular); atrás do tecido mamário, sobre o músculo peitoral (colocação submamária/subglandular). Essas definições vão depender do tipo de prótese a ser colocada, volume pretendido, elasticidade da pele e características anatômicas. O cirurgião plástico conversará com a paciente sobre essas opções ainda no pré-operatório.

5 - Fechamento das incisões

Após inserido e posicionado o silicone corretamente é realizado o fechamento das incisões com suturas por camadas no tecido da mama podendo ser também utilizados  colas ou adesivos para fechar a pele.

 

 

COMO FICARÃO MINHAS NOVAS MAMAS, EM RELAÇÃO AO TAMANHO E CONSISTÊNCIA?
As mamas terão seu volume aumentado através da cirurgia, melhorando sua consistência e forma com a intervenção cirúrgica. Assim é que, neste caso, pode-se escolher o novo volume, pois se dispõe de vários tamanhos de próteses de silicone a serem introduzidas. Deverá existir uma harmonia entre o volume das mamas e o tamanho do tórax, característica esta que deve ser preservada no planejamento da cirurgia. Deverão ser mantidas as proporções entre o volume da nova mama e o tamanho do tórax de cada paciente, a fim de se obter uma maior harmonia estética. A mama operada passará por vários períodos evolutivos em função do processo cicatricial.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


• PERÍODO IMEDIATO: Vai até o 30º dia. Neste Período, apesar das mamas se apresentarem com aspecto melhorado, sua forma e volume ainda estão aquém do resultado planejado.

• PERÍODO MEDIATO: Vai do 30º dia até o 3º mês - Neste período, a mama começa a apresentar uma evolução que tende à forma definitiva. Ainda existe, neste período, um certo grau de “inchaço” das mamas; além disso, o aspecto cicatricial encontra-se em plena fase de transição.

• PERÍODO TARDIO: Vai do 3º até o 18º mês. É o período em que a mama atinge seu aspecto definitivo (cicatriz, forma, consistência, volume, sensibilidade, etc.).

EM QUANTO TEMPO ATINGIREI O RESULTADO DEFINITIVO?
Apesar do resultado imediato ser muito bom, somente na fase mencionada como "período tardio" (vide item anterior e o vídeo) é que as mamas atingirão sua forma definitiva.

NO CASO DE NOVA GRAVIDEZ, O RESULTADO PERMANECERÁ OU FICARÁ PREJUDICADO?
Não se pode prever a ação da gravidez sobre as mamas, o seu ginecologista lhe dirá da conveniência ou não de nova gravidez. Quanto ao resultado, poderá ser preservado. Geralmente a nova gravidez não interfere no resultado da cirurgia de aumento das mamas com próteses.

O PÓS-OPERATÓRIO DESTA CIRÚRGICA É DOLOROSO?
Geralmente NÃO. Este pós-operatório é bastante confortável, desde que você obedeça às instruções médicas, principalmente no que tange à movimentação dos braços, nos primeiros dias. Eventualmente poderá ocorrer manifestação dolorosa, que facilmente cederá com os analgésicos receitados pelo seu médico. Evite a automedicação.

QUAL O TIPO DA ANESTESIA UTILIZADA?
Anestesia geral; peridural ou local; dependendo do caso.

QUANTO TEMPO DURA O ATO CIRÚRGICO?
Em média de 90 minutos até 120 minutos se necessário for. Entretanto, o tempo de ato cirúrgico não deve ser confundido com o tempo de permanência do paciente no ambiente de Centro Cirúrgico, pois, esta permanência envolve também o período de preparação anestésica e recuperação pós-operatória. Seu médico poderá lhe informar quanto ao tempo total.

QUAL O PERÍODO DE INTERNAÇÃO?
Geralmente entre12 a 24 horas.

SÃO UTILIZADOS CURATIVOS?
Sim. Curativos elásticos e modelantes, especialmente adaptados a cada tipo de mama. São trocados periodicamente pela equipe médica ou pela própria paciente, sem qualquer dificuldade.

QUANDO SÃO RETIRADOS OS PONTOS?
Geralmente são utilizados pontos que são retirados entre o 8º e 14º dias de pós-operatório.

QUANDO PODEREI TOMAR BANHO COMPLETO?
Dependendo do caso, até no dia seguinte à cirurgia. Tudo irá depender da evolução da sua cirurgia, assim como o tipo de curativos, observando-se apenas os cuidados especiais para não molhar o curativo que serão ensinados pelo seu médico.

QUANDO PODEREI RETORNAR AOS MEUS EXERCÍCIOS?
Depende do tipo de exercícios. Aqueles relativos aos membros inferiores, poderão ser reiniciados após 30 dias, evitando o "alto impacto". Os exercícios que envolvam o tórax, geralmente devem aguardar além de 45 dias.


O QUE VEM A SER O ENDURECIMENTO DAS MAMAS (CONTRATURA CAPSULAR)?

É uma retração exagerada da cápsula fibrosa (cicatriz interna) que se forma em torno da prótese, que determina diferentes graus de endurecimento à região, quando palpada. Alguns casos podem sofrer retração e em casos de esvaziamento, esta retração poderá ser mais acentuada, se isto ocorrer, as próteses poderão ser retiradas e trocadas. Posteriormente, ambos, cirurgião e paciente, poderão ponderar sobre a conveniência ou não da reintrodução de outras próteses, com um diferente plano de introdução ou outra conduta que melhor se adapte ao caso. A retração da cápsula não reflete um problema cirúrgico, mas sim, um comportamento reacional exacerbado do organismo, devido à presença das próteses de silicone. Clique no link para saber mais!

ESCLAREÇA AS SUAS DÚVIDAS

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO

Segunda a Sexta-Feira

Das 8h às 18h 

ENDEREÇO

Av. Dr. Chucri Zaidan, 1550 conjunto 608
Morumbi - São Paulo, SP CEP 04711-130

AGENDAMENTO DE CONSULTAS

WhatsApp / TELEGRAM 011 97796-0848

011 3423-4777

SIGA-NOS

  • Instagram - White Circle
  • Facebook - White Circle
  • Branca ícone do YouTube
_DSC1457.jpg
Design sem nome-5.png

Dr. Marco Aurélio Guidugli

Médico com mais de 15 anos de Experiência formado pela UNICAMP e mais de 11.000 cirurgias realizadas. Cirurgião Plástico Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Especialista em Cirurgias de Mama e Contorno Corporal, professor do ISMD - Instituto Superior de Medicina e Dermatologia. Autor da Coluna "Plástica sem Medo" do IG. Realiza as suas cirurgias no Hospital Israelita Albert Einstein, Hospital Alemão Oswaldo Cruz e Hospital São Luiz.

ONDE ESTAMOS

© 2020 Dr. Marco Aurélio Guidugli - CRM-SP 115.842 - RQE 39.781